Escolha uma Página

 

20171204_130152O Estado do Rio Grande do Sul está passando por uma situação fiscal delicada, se há dificuldades para levantar mensalmente recursos para arcar com a folha de pagamento do funcionalismo público, também haverá dificuldades para quitar o décimo terceiro.

Essa situação vivida pelo Estado reflete em muitos municípios gaúchos, o não pagamento ou o parcelamento de salários e de décimo terceiro são alguns exemplos da consequência dessa situação no estado gaúcho. O município de Maximiliano de Almeida é uma exceção neste caso.

Em entrevista para Rádio Interativa a Prefeita Municipal de Maximiliano de Almeida Sra. Dirlei conversou com a nossa reportagem sobre a situação econômica do município: “Desde o início do ano sempre tivemos a  preocupação de mantermos os salário dos nossos funcionários em dia. Também toda aquela preocupação de chegarmos no final do ano e cumprir também com os compromissos que seriam o nosso décimo terceiro. Início de ano começamos de uma maneira bem acelerada o nosso trabalho devido as grandes chuvaradas, as nossas estradas, tivemos várias demandas que não tinha como deixar para traz. Chegando metade do ano a gente diminuiu o ritmo de trabalho porque eu sabia do compromisso que eu tinha. Pois bem, chegando agora no mês de dezembro, a gente sabe que nós temos a folha e o décimo terceiro. A gente vê os municípios da nossa região todos com dificuldades, onde uma vez por mês a gente se reuni com a AMUNOR e se discuti isso, então existis toda uma preocupação minha e da administração. Agora início de dezembro sentamos com a parte da contabilidade e a gente viu que a gente pode sim pagar o décimo. Então agora no dia 06 nós já estaremos pagando e no dia 07 já estará disponível para todos os funcionários públicos”.

“A gente sabe que o funcionário conta muito no final do ano com o décimo terceiro. Vejo que o Estado está parcelando, temos professores que estão recebendo o décimo terceiro do ano passado última parcela mês de dezembro de 2017. Eu tenho muito respeito e muita admiração por esse povo que trabalha junto com nós na administração e eu não iria achar justo de nós parcelarmos os salários deles. Então a gente diminuiu o ritmo de trabalho, teve que apertarem algumas situações, mas a gente está cumprindo sim, até porque eles se esforçaram o ano todo (…). Esse ano a gente também quis valorizar o funcionalismo com o vale alimentação, onde a gente deu uma vale no valor de 100 reais e esse vale veio ajudar e agregar (…). Eu quero valorizar muito os nossos funcionários, enquanto os outros municípios talvez não vão poder cumprir com seus compromissos nós estamos cumprindo com os compromissos em 2017”, enfatizou a Prefeita Municipal de Maximiliano de Almeida Sra. Dirlei.

Segue abaixo entrevista completa:

 

Fechar