Escola Monteiro Lobato aborda o tema “Educação Fiscal” no desfile de Sete de Setembro

Data: 20/09/2018

As escolas de Maximiliano de Almeida representaram boa parte das alas do desfile de Sete de Setembro, realizado na Avenida José Bonifácio, centro da cidade. Um dos temas que mais chamou a atenção foi o abordado pela Escola Municipal de Ensino Fundamental Monteiro Lobato, do Cerro da Rapadura. Os alunos e professores, em parceria com a Secretaria da Fazenda do Município, trouxeram mensagens sobre a importância da educação fiscal entre os cidadãos.

O material apresentado enfatizou a importância da educação fiscal, “pois visa tornar o cidadão mais consciente de seus direitos e deveres, estimulando a cidadania, solidariedade, ética, transparência, responsabilidade fiscal e social. Leva conhecimento sobre administração pública, arrecadação, alocação e controle de gastos públicos, combatendo a sonegação, sensibilizando o cidadão quanto à função socioeconômica dos tributos, incentivando o acompanhamento da sociedade e a aplicação dos recursos públicos”.
Ainda de acordo com os envolvidos no desfile, a abordagem do tema contribui para a modificação da democracia meramente eleitoral para uma democracia fundada em uma efetiva e verdadeira participação popular.
“Enfatizamos também a importância de pedir nota fiscal, com o mascote CIDADÃO LEGAL PEDE NOTA FISCAL, pois ela gera investimento em saúde, educação, trabalho e qualidade de vida aos nossos munícipes”, disse a escola em seu comentário durante o desfile.

O depoimento do aluno Andrei Rufatto demonstra a clareza com que o tema passou a se apresentar aos jovens depois do estudo para a elaboração do desfile. Sobre a importância em se exigir a nota fiscal no momento da compra de qualquer produto ele é enfático: “Quando pedimos a nota fiscal estamos fazendo com que os vendedores cumpram com seus deveres fiscais, pagando seus impostos, porque se quem compra paga os impostos, por que quem vende não pode pagar? Quando eles não estão oferecendo a nota fiscal estão sonegando, ou seja, estão sendo tão corruptos quanto aqueles que eles talvez julguem, que estão no poder, como presidente, deputados, senadores e assim por diante.”.

 

Gallery_big_09b4d1483cff630e0f20f291703c19e9
Escola Monteiro Lobato aborda o tema.jpg